terça-feira, 17 de abril de 2018

Fornecer cidadania.

Resultado de imagem para magnos paulo fernando pedroza
Faço do nosso singelo mandato parlamentar, uma ferramenta de trabalho em prol da coletividade pedrozense, na arte de servir socialmente aos meus conterrâneos. Sempre pautando “fornecer cidadania” dentro da minha possibilidade política, ou seja, meu pequeno espaço neste universo desproporcional. Todavia, neste dilema político faço o que posso, e não o que desejo socialmente. Entretanto, busco meus objetivos políticos sem atropelar humanamente meus semelhantes, sem me esconder das angustias perante as demandas no cotidiano político, sempre fazendo bem, sem olhar a quem.   

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Charge: Intervenção militar


Mesmo caminho religioso.

 O Padre pedrozense, Francisco Clodoaldo, percorre neste momento o mesmo caminho religioso do seu saudoso conterrâneo, Monsenhor Monteiro. Recentemente Padre Clodoaldo foi nomeado pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Viera, vigário da Paróquia Santuário de Santana, no município de Santana do Matos. Todavia, além de líder religioso Padre Monteiro, exerceu também uma forte liderança política municipal, sendo eleito prefeito por dois mandatos na terra do Bom Bocadinho (1969/1973) e (1977/1983).

Desaparecendo do mapa.

Aos poucos nossa fragilizada Região Central do Cabugi, vem perdendo status de Região no mapa político administrativo do RN. No entanto, já perdemos órgãos públicos e privados muito importante para nosso sonhado desenvolvimento socioeconômico regional, dentre esses órgãos cito o escritório da Cosern que saiu de Angicos para o município de Assú, não temos força política para contar com uma necessária Agência de uma Caixa Econômica na Região, ao mesmo tempo não temos representatividade política nos Parlamentos “estadual e federal”. Portanto, estamos bem perto de desaparecemos do mapa regional das microrregiões do RN. Estamos prestes a ser engolida pela Região do Vale do Açu. Porém, daqui pra frente seremos apenas um aglomerado de municípios sem representatividade no mapa político administrativo potiguar.  

sábado, 14 de abril de 2018

OS INTOCÁVEIS SEMPRE LIVRES


Eleição para presidente da câmara pedrozense.

 Em breve será realizada uma nova eleição para presidente da câmara municipal de Fernando Pedroza. Após uma lengalenga jurídico, o Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Angicos, Ederson Solano, anulou a eleição realizada no ano passado, ao mesmo tempo determinou uma nova eleição para escolha da Mesa Diretora do Palácio, Josefa Silva da Cruz (biênio 2019/2020). No entanto, os bastidores da política pedrozense andam fervendo politicamente, entre os pré-candidatos e seus apoiadores. Afinal, nesta matemática política nem sempre quem o maior numero de aliados vence o pleito em disputa. Todavia, depois uma eleição para presidente da câmara, sempre haverá rompimento político nos grotões brasileiros.  

Publicidade

Resultado de imagem para campo e coxo fernando pedroza
Rua. Fabrício Pedroza - Centro
Fernando Pedroza/RN 

Pensamento do dia

Resultado de imagem para frases brigas politica

quinta-feira, 12 de abril de 2018

A HISTÓRIA ATESTA


Região Sertão Central

Resultado de imagem para região central do rn
Representatividade I. Nossa Região Central, esquecida e abandonada politicamente, até esse momento contabiliza três pré-candidatos aos poderes legislativos, sendo dois ao Parlamento nacional, Jackson Bezerra, ex-prefeito do município de Afonso Bezerra, e Benes Leocádio, ex-prefeito de Lajes. Já o ex-vereador pedrozense Jota Neto, será candidato a deputado estadual.

Representatividade II. Já o único representante da Região Central na Assembléia Legislativa, o deputado José Adécio, que tem domicilio eleitoral no município de Pedro Avelino, encontrasse diante de um impasse jurídico eleitoral, já que recentemente foi julgado inelegível pelo (TER/RN).

Representatividade III. Em tempo de campanha alguns membros da tradicional família política dos “Alves”, se julgam politicamente angicanos. Todavia, esse domicilio eleitoral é temporário, somente até o final de mais uma campanha.  Depois do objetivo eleitoral alcançado, só lembranças desta cidadania e amor aos angicanos no famigerado intervalo de 4 em 4 anos, ou seja, de uma eleição para outra.         

quarta-feira, 11 de abril de 2018

INVEJA DO LULA


Não aponte os erros dos outros, com seu dedo sujo.

Neste clima de pureza humana na sociedade política brasileira. Vejo muitos cidadãos arrotando honestidade, ao mesmo tempo dando aulas de moral e ética. Entretanto, se cada um destes puritanos corrigisse primeiro seus erros humanos, antes de criticar socialmente os erros dos seus semelhantes, nosso país estaria em outro patamar na sonhada civilização humana social. já que tem alguns deste biotipos de cidadão que não suporta meia hora de investigação judicial na sua suposta honrada "boa conduta". Porém, tem gente que quer mudar o mundo. Mas, não consegue mudar a si mesmo. Portanto, neste contexto humano social, não aponte os erros dos seus semelhantes, como seu dedo sujo, perante a filosofia popular, do “sujo falando do mal lavado”?

Show policial.

Resultado de imagem para mandado de busca e apreensão politicos
Novas determinações judiciais no Brasil, em vez de modernização jurídica, viraram um show policial televisivo, condução coercitiva, mandato de busca e apreensão. No entanto, na sei sem tem efeito pratico nenhum. Já que individuo investigado dificilmente guardará provas dos seus possíveis crimes cometidos na sua própria casa, ou nos endereços  dos seus familiares, sabendo que está sendo investigado?

Publicidade

Acredite se quiser!

Imagem relacionada
É mais fácil um brasileiro acertar sozinho os sonhados números da Mega-sena, do que dizer os nomes de todos os ministros nomeados por Michel Temer. Porém, nesta masturbação administrativa, já teve caso de ministra nomeada e exonerada sem assumir o até então cobiçado cargo público nacional. Portanto, somente um matemático político para saber quantos ministros já foram nomeados pelo presidente golpista Michel Temer. Para piorar quase todas essas nomeações de  ministros por esse governo tampão, foram pela força das barganhas política. Já que o mesmo chegou ao Palácio do Planalto conduzido pela força de um covarde golpe parlamentar.     

terça-feira, 10 de abril de 2018

Politica municipal

Jorge do Rosário firma aliança com lideranças de Fernando Pedroza


Por Robson Pires, em

O pré-candidato estadual, Jorge do Rosário (PR) reuniu-se na tarde desta segunda-feira (09) com os ex-prefeitos de Fernando Pedrosa, José Renato e Gondemário Júnior (Gon), firmando com eles aliança para as eleições de 2018. Nota do blog Antena Ligada, aos poucos começa se desenhar o cenário politico eleitoral na terra da Pedra do Sapo, visando o pleito vindouro de (07) de outubro, ao mesmo tempo essa decisão politica eleitoral dos ex-prefeitos irá respingar na eleição municipal de 2020.     

É NOS MOMENTOS MAIS DUROS DA VIDA QUE O GUERREIRO SE AGIGANTA, LUŁA ATÉ O FIM!


Ninhada tucana.

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) cresceu bastante no RN, principalmente na Assembléia Legislativa potiguar. Já que na eleição estadual de 2014, o (PSDB) não conseguiu eleger nenhum suplente. E hoje contabiliza oito deputados no Palácio José Augusto, Ezequiel Ferreira, Márcia Maia, Raimundo Fernandes, Gustavo Fernandes, Gustavo Carvalho, Tomba, Larissa Rosado e José Dias. No entanto, todos serão candidatos à reeleição. Porém, essa ninhada pesada de Tucanos, poderá quebra o galho de sustentação eleitoral do ninhada psdbista,deixando muitos destes deputados Tucanos de bico quebrado politicamente, ou seja, perdendo seu almejado mandato?        

E agora, Globo e comparsas?

Imagem relacionada
Depois de arquitetar um golpe parlamentar, logo em seguida impeachment de Dilma, apoio camuflado ao presidente golpista, Michel Temer. Essas entidades organizadas conseguiram também rapidamente à prisão injusta do ex-presidente Lula. Agora eles “empresários, banqueiros, classe dominante”, dentre outros burgueses, querem ganhar à eleição presidencial deste ano. Todavia, sem Lula no páreo fica mais fácil para os mesmos. Porém, ainda falta combinar com os eleitores brasileiros, principalmente com os milhões de Lulistas.Afinal, tudo que vocês "ganharam" até esse momento foi no tapetão, vamos vê na força livre e soberana do voto popular?     

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Pobreza de espírito público.

Nos grotões brasileiros, muitas famílias preparam seus jovens para terem inimigos e não adversários no campo da divergência política. Todavia, nesta pobreza de espírito público, sempre acompanhado de ódio e rancor político pessoal. Esses jovens mesmo antes de votar já têm inimigos políticos e não adversários. Já que na democracia divergências partidárias e confronto de idéias é salutar politicamente. Mas, nos pequenos municípios do porte de Fernando Pedroza, essas constantes brigas políticas partidárias no decorrer das campanhas,aonde adversários são considerados inimigos ferrenhos. Ou seja, pensou e opinou diferente politicamente no campo das idéias partidárias, tornam-se inimigos mortais. Portanto, esse maléfico fanatismo político, já é uma doença social muito grave, diante dos alienados partidários, principalmente no período das campanhas, já que  chafurdo, picuinhas e intrigas reinam poucas pensando no bem coletivo, e na sua imensa maioria pensando tão somente no seu interesse individual?

Publicidade

Resultado de imagem para m4net angicos

sábado, 7 de abril de 2018

EU TAMBÉM SOU LULA


Data limite.

Resultado de imagem para 07 de abril da renuncia
Hoje é o fim da data limite para os pré-candidatos no exercício do cargo executivo pedir exoneração ou renunciar seu mandato, no caso de prefeito ou governador que não seja candidato à reeleição. Portanto, neste dia nacional da renúncia, começa também nos bastidores políticos, o famoso jogo eleitoral. Porém, ganhará esse jogo quem tiver mais habilidade política para driblar os adversários nas composições partidárias, na formação da coligação, e principalmente nos dias de hoje, que tiver compromisso social comprovado e muito poder de convencimento eleitoral, perante a realidade da vida pública de cada  candidato. Afinal, cada eleição que passa no nosso país, os eleitores até então engabelados, ficam mais consciente politicamente, votando na figura pessoal do candidato, deixando de lado o fanatismo da cega paixão partidária.         

Palavra de politico?

Acredite se quiser!

sexta-feira, 6 de abril de 2018

PUNIBILIDADE SELETIVA


Platão

"Quem comete uma injustiça é sempre mais infeliz que o injustiçado"

Publicidade

Resultado de imagem para drOGARIA SAO PEDRO ANGICOS

Esporte

Fernando Pedroza: Inscrições para o 1º Ecopedal da Pedra do Sapo tiveram início dia 01 de Abril.

Ciclistas do município Fernando Pedroza estão se preparando para realizar o “1º Ecopedal da Pedra do Sapo”. Ao todo, 200 vagas estão sendo disponibilizadas.

O 1º Ecopedal está marcado para o dia 17/06. As inscrições foram abertas no dia 01 de Abril se estenderão até 17 de Maio do ano em curso.

Na inscrição será cobrada uma taxa de R$80,00 que poderá ser paga via conta bancária para depósito, conforme especificações no cartaz.

Conforme o cartaz que chega ao Blog Angicos Notícias, o “KIT participante” dará direito a café da manhã, almoço, camisa manga longa, bombeiro civil, comenda, protetor solar hospedagem gratuita e surpresas. 

O evento esportivo contará carro de apoio, mecânico motorizado e ambulância. Serão 48km de percurso com 5 pontos de apoio. Na ocasião, haverá ainda o sorteio de uma BIKE aro 29 SPECIALIZED.

A iniciativa tem como objetivo promover o encontro amistoso de amantes do ciclismo como prática de esporte e proporcionar de bem-estar e saúde pelas trilhas da zona rural de Angicos.

Maiores informações podem se tiradas através dos organizadores pelos números: (84) 99601-2118 / 99422-2874 ou (84) 99679-1746 / 99402-7518.

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Agradecimento.

Quero agradecer de forma magnífica, aos meus familiares, amigos e correligionários pelas felicitações do meu aniversario. Em especial ao casal de amigos Nilson e Cida, pelo honrado presente de um bolo decorado com o brasão do meu amado Vasco da Gama.  

Só assim, vocês ganham do Lula?

Resultado de imagem para rede globo contra lula
O ex-presidente pode solicitar através dos seus advogados 1.000 mil liminares, perderá todas diante do “imparcial” poder Judiciário, Lula foi condenado pelo seu legado administrativo em prol dos mais carentes, por ter tirado 36 milhões de brasileiro abaixo da linha da pobreza, ter implantado programas sociais, que infelizmente incomodou muito os desumanos burgueses,  como o Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida, Luz Para Todas, Mais Médicos, criou 422 Escolas Técnicas e 18 Universidades, Prouni, Fies, Enem, Ciência Sem Fronteira, Banco da Terra, Fortalecimento da Agricultura Familiar, Kit de Maquinas Pesadas para os Municípios, Kit do Conselho Tutelar. Dentre outros significativos avanços socioeconômicos. Portanto, ninguém está acima da lei, nem tão pouco abaixo dela, contra fatos não existem argumentos, e contra falta de provas existem argumentos? Lula foi condenado por convicção, e não pelo ônus das provas. Gostaria de ver Lula condenado ou absolvido nas urnas. Mais a parcial Rede Globo e seus comparsas não querem deixar, prevendo uma fragorosa derrota eleitoral. Vocês conquistaram uma vitoria de Pirro, até esse momento, já que povo é livre  soberano e saberá dar o troco eleitoral nas urnas. Afinal, o tempo é o senhor da razão, e o melhor advogado do mundo?    

quarta-feira, 4 de abril de 2018

PALHAÇO E COMPARSAS


Vilão de novela X atores políticos.

Resultado de imagem para final de novela politica charge
Um ator vilão passa quase todos os capítulos da novela promovendo o mal, ao mesmo tempo destilando ódio e rancor contra seus desafetos na ficção. Todavia, no final da novela esse vilão pagar seu preço maléfico, perante as injustiças que promoveu no decorrer do roteiro novelista, alguns ficam generosos, ou seja, bonzinhos diante de sua maldade pratica contra seus algozes. No entanto, neste mesmo roteiro novelista, acontece também com muitos gestores públicos. Já que os mesmos passam quatro anos de seu mandato, praticando descasos administrativos contra seus munícipes, e no final quer ser absolvido nas urnas. Porém, nas novelas essa trama é apenas uma peça ficção nos capítulos diários. Já na política é pura realidade perante os fatos cometidos no cotidiano administrativo. Entretanto, neste caso eleitoral, vocês serão quem irão escrever esse capitulo final, absolvendo ou condenando esses atores políticos vilões nas urnas?

Celebre frase

Resultado de imagem para martin luther king frase celebre pensador

Publicidade

Resultado de imagem para campo e coxo fernando pedroza
Rua. Fabrício Pedroza - Centro
Fernando Pedroza/RN 

O MEU ÓDIO AO LULA – TALVEZ VOCÊ SE IDENTIFIQUE

Ricardo Stuckert
"Hoje, admiro o Presidente que Lula foi e acompanho a perseguição que sofre, enquanto outros políticos estão envolvidos em escândalos maiores, mas não causam nem metade da indignação", diz Cristina Diniz, bacharel em relações internacionais; saiba de onde veio o seu ódio e também a sua lucidez

Luiz Inácio Lula da Silva tornou-se Presidente da República quando eu tinha 13 anos – entre 2003 e 2010 – e, nesses oito anos de mandato, senti muita raiva do sujeito. Não consigo lembrar exatamente desde quando ou por que, mas desde que me conheço por gente eu tenho uma certeza: que ódio desse Lula ignorante.
Em partes, porque minha família inteira o detesta também. Cresci ouvindo comentários da piada que ele era. De como supostamente arrancou um dedo só para ganhar um processo contra a fábrica que trabalhava. E, o mais chocante: porque não tinha educação. Como assim? Quer ser Presidente do Brasil e só fez até a quarta-série? Até eu já tinha passado da quarta-série. Diziam também que era analfabeto e não sabia escrever ou ler – circulava sempre uma sátira dele lendo um livro de ponta cabeças. Pessoalmente eu tinha minhas dúvidas em relação ao fato, afinal aprende-se a ler antes da quarta-série.
Outra razão e objeto de canalização do meu ódio era o partido que ele representava. *Insira um palavrão*, o PT. Quem conseguia apoiar o Partido dos Trabalhadores? Eu ficava revoltada porque meu número na chamada na escola foi o 13 por três anos seguidos. Também não gostava de vermelho e evitava a cor. Nunca me esqueço do ano em que, para as Olimpíadas do Colégio, minha turma teve que ficar com a camisa vermelha – e o meu número era o treze, imaginem que vergonha eu passei.
Oras, o PT e o Lula já eram a escória da sociedade brasileira mesmo antes de estarem no poder. Mesmo antes do Lula ser Presidente eu já odiava o Lula e nós já sabíamos que ele era um ignorante. A voz dele irritava, e o fato do partido dele representar a esquerda. Ah, a esquerda! – ameaçava a paz global. Pra ser sincera eu também não sei desde quando comecei a ver a esquerda como a representação do mal na Terra, porém eu tinha as explicações que recebia: Che Guevara comunista matou milhares, comunismo é satanismo e o MST é uma barbaridade. Ok, no fundo eu não sentia nem vergonha por não saber explicar o meu ódio.
Quando entrei na faculdade de Relações Internacionais em 2010, era ano de eleições. E com informação, meu ódio cresceu. O curso estava dividido entre PSDB e PT, e eu obviamente, andava pelos corredores com meu “Serra” no peito. Para meu primeiro trabalho importante como universitária, na aula de Introdução à Política Externa, me propus a estudar e promover o debate “As Propostas de Política Externa dos Candidatos a Presidente do Brasil” – José Serra e Dilma Rousseff (Deus me livre, a Dilma).
Em resumo, depois de dois meses de pesquisa a minha conclusão me irritou: basicamente a política externa de Lula e do PT estavam trazendo o país para o seu momento mais privilegiado no cenário internacional, e a proposta de Serra levava para outro caminho. Por fim, tentei disfarçar mas apresentei o estudo e a conclusão. Ainda assim votei pelo PSDB naquele ano, e ainda assim tive muita raiva e “ameacei sair do país” quando Dilma foi eleita. Também culpei o Nordeste analfabeto por não saber votar e comprar os votos pra ganhar esmola do bolsa-família.
E saí do país, fui fazer o primeiro intercâmbio (trabalhar em uma fábrica nos Estados Unidos) e, aprendendo melhor o inglês, também fiz um curso online oferecido pela ONU na época: Os Desafios da Fome no Mundo. No primeiro texto eu já queria desistir. “Caso de estudo Brasil: a política social que tirou o país do mapa da fome”. É claro que enaltecia o programa Bolsa Família e o ex-Presidente Lula. Será que os doutores conheciam o Lula e o PT? Ah, que raiva. Que raiva por que mesmo?
Quem nunca se sentiu uma pessoa ruim por odiar um alguém sem saber explicar o porquê? -Principalmente nós, mulheres, que fomos educadas para ver a outra como inimiga e ameaça, e o fazemos assim até a maturidade chegar através de informação e experiências (quando ela chega) – enfim, comecei a perceber então que o que agora mais me dava raiva era que eu não sabia do que estava falando. Afinal, o problema do Brasil era a desigualdade e vilão nesse caso poderia ser o neoliberalismo,mas não era o Bolsa-Família ou o Lula.
A minha ficha caiu quando realmente olhei para uma charge na Veja (a revista que meus avos assinam e eu lia assiduamente): O ex-presidente Lula aparecia montado em um jegue cheio de malas e bolsas, e a legenda “mais um nordestino que veio pra São Paulo sem saber o que fazia” me deixou horrorizada. Esqueci o político naquela imagem e lembrei que essa era uma referência a um povo. Que horror. Era isso que eu pensava. Racista e preconceituosa. Sem a menor empatia. Achando que eu era melhor porque estava no Sul do país. Que bom que eu só tinha 22 anos e ainda dava tempo de me desconstruir.
Ainda faço esse exercício quando me surpreendo com sentimentos negativos a algo ou alguém. Pergunto-me o porquê e espero saber responder com lucidez. Hoje, admiro o Presidente que Lula foi e acompanho a perseguição que sofre, enquanto outros políticos estão envolvidos em escândalos maiores, mas não causam nem metade da indignação. Eu não tenho problemas se o Lula for preso – se fez errado, que pague. Porém como disse uma amiga “se contra fatos não há argumentos, contra a falta a de provas, qual é o argumento?”.
P.S: É claro que toda vez que um texto que não ataque o Lula seja publicado já se espera ser rotulado como “defender bandido”. Mas aí isso já é analfabetismo funcional, e tudo bem, eu tento entender. Também já fui assim.
 Cristina Diniz
Bacharel em RELAÇÕES INTERNACIONAIS – UNIVALI/Santa Catarina
Global Development Specialist na Youth for Understanding
Austin, Texas, 11 de maio de 2017 

Segurança pública

José Adécio entrega carro que reforçará segurança no município de Montanhas


O deputado José Adécio participou na manhã desta terça-feira(03) da entrega de 50 carros doados pela Assembleia Legislativa à Segurança Pública do Rio Grande do Norte e destinou um veículo ao município de Montanhas.

A solenidade aconteceu no bairro de Brasília Teimosa, zona Leste de Natal, contando com as presenças do governador Robinson Faria, deputados, prefeitos, vereadores e a cúpula da Segurança Pública, comandada pela delegada de Polícia Civil Sheila Freitas.


O prefeito de Montanhas, Manuel Gustavo, agradeceu a José Adécio, dizendo que o veículo será um importante equipamento para reforçar a segurança no município e ressaltou a parceria do deputado com a cidade.


O deputado declarou ter ficado feliz em poder indicar Montanhas como uma das cidades beneficiadas. “Sempre tenho demonstrado minha preocupação com a questão da segurança e havia conversado com Manuel Gustavo, meu amigo e correligionário, que tinha falado da necessidade desse carro. Hoje, mais uma vez, afirmo meu compromisso com o povo de Montanhas”, disse José Adécio.

terça-feira, 3 de abril de 2018

JUSTIÇA…


Afrontamento eleitoral.

O prefeito em 1º mandato, que renunciar seu até então cobiçado poder executivo municipal, com apenas 15 de mandato, dos 48 meses previstos, assim outorgados nas urnas pela confiança dos seus correligionários. Todavia, esse ato político administrativo pessoal, chega ser um “afrontamento eleitoral” aos seus eleitores e ao seu município. Já que esses votos foram para o mesmo cumprir seu mandato integral, e não servir de trampolim eleitoral para o prefeito alcançar um voo político mais alto na sua  gananciosa escalada política. Porém, para piorar esse dilema eleitoral individual, o prefeito que foi reeleito e vai renunciar seu mandato, cumprindo apenas 63 meses de mandato, dos 96 previstos no instituto da reeleição, promove ao mesmo tempo uma aberração eleitoral administrativa,pode até ser legal judicialmente, mas torna-se imoral socialmente.